Home / Noticias / Ministros do STF ficaram em alerta com possibilidade de indefinição sobre o foro privilegiado

Ministros do STF ficaram em alerta com possibilidade de indefinição sobre o foro privilegiado

Apesar do consenso de que é preciso restringir o foro privilegiado para os mais de 50 mil cargos com a prerrogativa de função, alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) ficaram preocupados quando o tema foi proposto nesta quinta-feira (3) pelo ministro Dias Toffoli. A tese foi acompanhada na sequência pelo ministro Gilmar Mendes.

Segundo um integrante do Supremo, o novo debate no momento final do julgamento -que já durava 11 meses – poderia reabrir a análise do tema na Corte. “Muitos ministros poderiam alegar que não estavam preparados para o tema, e isso motivaria um novo pedido de vista”, observou esse ministro.

A própria colocação da presidente do STF, Cármen Lúcia, de não incluir esse novo debate, foi interpretada pelos colegas como uma forma de dar um ponto final no julgamento da restrição do foro para deputados federais e senadores. “Caso contrário, o risco era de um novo adiamento por tempo indeterminado”, completou esse ministro.

Você pode Gostar de:

Toffoli envia às instâncias inferiores seis ações penais e uma investigação após restrição do foro privilegiado

STF decidiu que foro deve se restringir a eventuais crimes cometidos no mandato e ligados …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *