Home / Esporte / Atacante Gabriel Jesus é eleito o oitavo principal goleador do mundo; Cristiano Ronaldo lidera em primeiro

Atacante Gabriel Jesus é eleito o oitavo principal goleador do mundo; Cristiano Ronaldo lidera em primeiro

Reforço do Manchester City, o atacante Gabriel Jesus foi eleito o oitavo principal goleador do mundo em campeonatos internacionais. O agora ex-jogador do Palmeiras desbancou, por exemplo, o astro Neymar na lista elaborada pela Federação Internacional de História e Estatística do Futebol (IFFHS). O português Cristiano Ronaldo lidera o ranking.

A lista só conta gols marcados por clubes e seleções em torneios internacionais. Gabriel Jesus fez 12 gols no ano, sendo quatro pelo Verdão e oito pelo Brasil – dois na Olimpíada e seis no time principal.

Foto: AFP

O líder Cristiano Ronaldo anotou 24 gols – 13 por Portugal e 11 pelo Real Madrid. Já o segundo colocado na lista foi Lionel Messi. O atacante do Barcelona fez 21 gols, sendo 13 pelo clube catalão e oito pela seleção argentina.

A terceira colocação conta com um empate entre o uruguaio Edinson Cavani e o iraquiano Hammadi Ahmad, com 16 gols cada. O jogador do PSG fez nove gols pela seleção e sete no clube francês. Já Ahmad anotou todos os tentos pelo Al-Quwa Al-Jawiya.

Já Neymar ficou apenas com a 13ª colocação, com 11 gols. Ele marcou oito vezes pelo Brasil e três pelo Barcelona.

A IFFHS divulgou na quarta-feira o ranking com os principais goleadores em ligas nacionais. Com 40 gols, o atacante uruguaio Luis Suárez, do Barcelona, liderou a relação pela terceira vez na carreira.

Melhores do L’Equipe – O tradicional jornal francês L’Equipe divulgou nesta sexta-feira a sua própria lista com os melhores atletas do mundo em 2016. Cristiano Ronaldo foi considerado o principal nome da temporada futebolística, seguido pelo atacante francês Antoine Griezmann, do Atlético de Madri, e por Lionel Messi.

Neymar foi apenas o sexto colocado na relação, atrás do uruguaio Luis Suárez (Barcelona) e do galês Gareth Bale (Real Madrid). Gabriel Jesus, definido pelo jornal como dono de um “talento diabólico”, figurou na 67ª colocação. O jogador já havia aparecido na 64ª posição da lista elaborada pelo conceituado jornal britânico The Guardian.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *